A mensagem de Lula oficialmente candidato: 'Querem inventar uma democracia sem povo'
07/08/2018 19:54 em NACIONAL

Preso desde 7 de abril, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi incorporado na convenção nacional do PT, em São Paulo, por toda a militância que vestiu a máscara do petista. Ele foi enaltecido por diversas lideranças do partido e da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

"Cada um de vocês manteve Lula vivo; ele está na mente e no coração dos brasileiros", defendeu a presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR). A convenção formalizou a candidatura de Lula ao Palácio do Planalto.

O registro, no entanto, deve ser barrado pela Justiça Eleitoral, uma vez que Lula é condenado em 2ª instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo caso do tríplex no Guarujá.

Durante a convenção, nenhuma palavra sobre a vice. As especulações de um convite à candidata à Presidência pelo PCdoB, Manuela D'Ávila, não foram para a frente.

O partido tem até o final deste domingo (5) para escolher o nome que vai integrar a chapa de Lula, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Uma mensagem atribuída a ele foi lida pelo ator Sérgio Mamberti, filiado ao partido que já integrou o Ministério da Cultura durante as gestões do ex-presidente.

"Hoje a nossa democracia está ameaçada", afirmou Lula. "Já derrubaram uma presidenta eleita; agora querem vetar o direito do povo escolher livremente o próximo presidente. Querem inventar uma democracia sem povo."

Aplaudida, a ex-presidente Dilma Rousseff afirmou que a luta dos militantes será "muito dura" contra duas ordens: "uma que quer manter o retrocesso e outra que quer garantir o Estado de exceção".

Apesar de o partido negar ter plano B, mas apenas plano L, de Lula, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT-SP) é um dos prováveis...

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!